PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Sem citar números, Trump afirma que gostaria de pacote de estímulo fiscal maior

15:42 | 09/10/2020

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira, 9, que "gostaria de ver um pacote maior" de estímulos fiscais no país. "Queria ver um pacote maior do que os republicanos e os democratas, que o dinheiro vá para as pessoas, elas não têm culpa", disse. Ele não comentou, porém, se poderia haver um acordo em breve com a oposição democrata sobre o tema, durante participação no programa de rádio do conservador Ruch Limbaugh.

Trump não citou números, na entrevista. Parte de seu Partido Republicano no Congresso critica a oposição com o argumento de que ela deseja gastar demais. Segundo o presidente, a China é a culpada pela covid-19 e seus impactos na economia.

Trump acusou a China também de ser uma "manipuladora cambial", o que segundo ele os EUA não fazem, apesar de alguns aconselharem uma resposta na mesma moeda. O presidente disse ainda que os chineses dominam a Organização Mundial de Saúde (OMS), por isso ele decidiu retirar os EUA da entidade, que não teria ajudado os americanos na pandemia.

Na entrevista, Trump criticou igualmente o fato de que a China possui status de país em desenvolvimento, com vantagens no comércio internacional. "Eu não aceito que ela seja considerada nação em desenvolvimento", ressaltou.