PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Internado e afastado de atividades eleitorais, Trump reforça campanha nas redes

O voto nos Estados Unidos não é obrigatório, o que leva os candidatos a motivarem a participação de eleitores

08:51 | 05/10/2020
Trump dentro do carro, usando máscara, acenando para seus seguidores (Foto: ALEX EDELMAN / AFP)
Trump dentro do carro, usando máscara, acenando para seus seguidores (Foto: ALEX EDELMAN / AFP)

Internado para tratar a Covid-19 - e, por isso, afastado de atividades eleitorais como entrevistas e comícios - o presidente americano, Donald Trump, decidiu reforçar sua campanha nas redes sociais. Apenas na manhã desta segunda-feira, 5, o republicano fez 18 postagens no Twitter: algumas, defendendo seu mandato; outras, atacando a candidatura do rival Joe Biden, postulante à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata.

"Se você quer um aumento massivo de impostos, o maior da história do nosso país (e que fechará nossa economia e trabalhos), vote no democrata", publicou o republicano, candidato à reeleição, em caixa alta. Ao defender seu mandato, escreveu: "Altas no mercado acionário, vote", "Maior corte de impostos da história e mais um à vista, vote", "Pró-vida, vote".

O voto nos Estados Unidos não é obrigatório, o que leva os candidatos a motivarem a participação de eleitores.

Donald Trump está internado desde a última sexta-feira, 2, dia em que testou positivo para o novo coronavírus. Existe a expectativa, porém, de que o líder tenha alta ainda nesta segunda-feira para seguir o tratamento na Casa Branca.

O presidente americano está atrás nas pesquisas e pode ficar de fora das atividades presenciais de campanha por ao menos mais dez dias, caso cumpra a recomendação de autoridades médicas e fique em isolamento social por duas semanas, às vésperas das eleições. Os americanos vão às urnas no dia 3 de novembro.