PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

A DW se dedica ao jornalismo independente ao redor do mundo e a noites mal dormidas para autocratas

00:03 | 22/09/2020
Ao redor do mundo, a democracia tem sido desafiada, e a liberdade está sob ameaça. Em países onde o poder controla a imprensa, as pessoas são obrigadas a receber informações de fontes duvidosas.É por isso que trabalhamos para desafiar autocratas, promovendo informação independente, liberdade de expressão e valores democráticos em mais de 180 países. Assim, garantimos noites de insônia para autocratas. Como apoiamos a liberdade de expressão Na DW, nos esforçamos para cobrir questões complexas que cercam o discurso livre e a liberdade de mídia. Damos visibilidade a crises, vítimas de violação de direitos humanos e demais iniciativas que lutam para melhorar a situação atual e estimulam o debate a respeito destes temas. Através de reportagens e entrevistas com ativistas, acadêmicos, artistas, cartunistas e escritores do mundo inteiro, temos sempre um olhar para as questões que contribuem para a liberdade de expressão e opinião. Desde 2015, por exemplo, a Deutsche Welle reconhece aqueles que estão engajados na luta diária por liberdade de expressão através do prêmio "DW Freedom of Speech Award". A premiação inclui blogueiros que estão aprisionados e jornalistas independentes – aqueles que têm lutado para garantir uma imprensa livre. Contornando a censura Cada vez mais pessoas têm acesso à informação e podem se comunicar facilmente. Mas também não podemos esquecer que há muitos lugares onde pessoas que publicam opiniões divergentes são punidas e onde o fluxo livre da informação é bloqueado. A DW tem na luta contra a censura um princípio fundamental e trabalha consistentemente para fornecer às pessoas em todos os lugares as informações de que elas precisam para compreender os problemas que afetam a sua sociedade. Em muitos países, o governo controla também a infraestrutura tecnológica, podendo assim censurar pessoas e o promover um bloqueio geral da informação. É por isso que a DW fornece soluções para contornar a censura. Por exemplo, cidadãos de países onde o governo restringe o acesso à informação independente podem agora acessar o conteúdo da DW com segurança e anonimamente com o apoio da Open Technology Fund – OTF e do projeto TOR (The Onion Routing). Instalamos mecanismos de segurança no conteúdo do site dw.com que permitem que ele seja acessado por redes anônimas através do software Tor. Os sites que podem ser acessados através do navegador Tor são reconhecidos pela extensão ".onion". Um navegador específico como este (projetado a partir do Firefox) é necessário para obter acesso ao conteúdo. Até agora, além da Deutsche Welle, apenas alguns sites de notícias como o do New York Times e o da BBC oferecem um endereço ".onion"’. Na última década, a DW tem utilizado também um sistema de desvio de censura chamado Psiphon, que funciona através de uma rede de diferentes servidores proxy (um intermediário entre o usuário e a fonte online). Com essa tecnologia, usuários em países como China e Irã podem acessar informações imparciais e de fontes confiáveis. Ao nos engajarmos nestas tecnologias, enviamos uma mensagem: a DW nunca irá desistir de promover uma internet livre e fornecer conteúdo de qualidade e independente para TODAS as audiências ao redor do mundo. Diversidade gera diálogo O cenário midiático e a representatividade na mídia têm mudado dramaticamente no mundo árabe nos últimos anos – e não só para os jovens. Tudo está em constante desenvolvimento. Mas embora as pessoas estejam tecnologicamente mais abertas à comunicação e à discussão do que nunca (com aplicativos, mídias sociais e smartphones) parece ainda haver um desejo de que eles se fechem para o diálogo. O programa JaafarTalk quer mudar isso. Trata-se de um talk show que dá voz a todos, mesmo aqueles que não são ouvidos no mundo árabe, com temas que não são necessariamente cobertos em outros canais. Discussões controversas sobre temas sociopolíticos são formadas com base na interação entre os convidados, que vêm de diversos países e representam visões bastante divergentes. No final de cada programa, tanto a plateia como a audiência tem a chance de votar no convidado que mais representou seu ponto de vista. É uma plataforma perfeita para que pessoas com diferentes perspectivas sobre um mesmo assunto compartilhem sua opinião e estabeleçam um diálogo. JaafarTalk é um talk show interativo que reflete a diversidade dos países de língua árabe. O apresentador Jaafar Abdul Karim traz os convidados para uma discussão justa e acalorada, fazendo uso de pesquisas, fatos e imagens que ajudam a contextualizar o debate. Você pode seguir o JaafarTalk no Instagram, Facebook e Youtube para as últimas novidades. Visualização dos problemas Os cidadãos no Líbano têm mais espaço para se expressar em plataformas digitais do que os ucranianos? O Barômetro #speakup é um projeto da DW Akademie que examina a conexão entre participação digital, liberdade de expressão e acesso à informação em países selecionados, onde a DW Akademie atua com iniciativas de desenvolvimento da mídia junto a organizações parceiras locais. Com o objetivo de fornecer uma visão geral da situação atual da participação digital nesses países, bem como identificar novos potenciais e riscos, o barômetro #speakup ajuda organizações de desenvolvimento midiático, ONGs, jornalistas e outros profissionais a desenvolverem medidas para melhorarem a digitalização, liberdade de expressão e o livre acesso à informação. O navegador da liberdade de imprensa Como é a liberdade de imprensa no seu país? O Media Freedom Navigator fornece um panorama de diferentes índices de liberdade de imprensa no mundo. Você pode navegar no mapa para acessar os dados de cada país e ter informações detalhadas sobre cada índice. Credibilidade em um mar de desinformação O trabalho jornalístico na Turquia tem se tornado cada vez mais difícil. A DW colaborou com a BBC, France24 e Voice of America para criar um canal no Youtube e fornecer ao público de língua turca informações com credibilidade para ajudá-lo a formar sua própria opinião. O canal do Youtube +90, cujo nome é inspirado no código de discagem direta internacional (DDI) da Turquia, oferece informações independentes e confiáveis, respeitando a liberdade de expressão e as visões divergentes sobre uma ampla variedade de temas. Alguns dos vídeos de mais sucesso atingiram milhões de visualizações. O +90 cobre tópicos ausentes do panorama midiático da Turquia, como a crise dos refugiados, as questões LGBTQ e os direitos das mulheres. Através de uma análise aprofundada dessas questões, o +90 garante um olhar mais equilibrado para o cotidiano de um país vibrante e em constante mudança. Autor: DW (Deutsche Welle)
TAGS