PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Começa julgamento por atentado de 2015 contra o semanário satírico "Charlie Hebdo"

Quatorze pessoas são acusadas por suposto apoio logístico aos três autores materiais dos ataques, que morreram depois que cometeram os crimes

07:55 | 02/09/2020
Jornal satírico Charlie Hebdo republicou charges de Maomé na véspera do julgamento sobre os atentados na França (Foto: reprodução twitter)
Jornal satírico Charlie Hebdo republicou charges de Maomé na véspera do julgamento sobre os atentados na França (Foto: reprodução twitter)

O julgamento pelos atentados de janeiro de 2015 contra o semanário satírico "Charlie Hebdo" e um supermercado de produtos kosher, que marcaram o início de uma série de violentos ataques islamitas na França, começou nesta quarta-feira em Paris.

Quatorze pessoas são acusadas por suposto apoio logístico aos três autores materiais dos ataques, que morreram depois que cometeram os crimes. Os atentados deixaram 17 mortos entre 7 e 9 de janeiro 2015, provocando um grande choque na França e no mundo.

Na terça-feira, 1º, véspera do início do julgamento, o jornal satírico francês republicou as charges do profeta Maomé em sua edição com a manchete: "Tudo por causa disso".