PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Durante quarentena na Itália, rios de Veneza voltam a ficar limpos

Circulação de gôndolas, tradicionais barcos da cidade, foi zerada; cidade não é a primeira a ter alterações ambientais durante quarentena pelo coronavírus

12:07 | 18/03/2020
Animais voltaram a circular nos canais de Veneza, na Itália (Foto: Twitter)
Animais voltaram a circular nos canais de Veneza, na Itália (Foto: Twitter)

Devido ao coronavírus, a quarentena na Itália trouxe uma drástica redução no fluxo de pessoas nas cidades do país. Em um dos tradicionais pontos turísticos do país, a cidade de Veneza, gôndolas deixaram de circular nos canais da cidade. Sem circulação de pessoas, a água dos canais, normalmente turvas, ficaram translúcidas ao ponto de peixes ficarem visíveis.

As fotos foram compartilhadas no Twitter e assustaram bastante os seguidores da rede social. "Essa pandemia serve para refletirmos sobre o grande impacto que nós seres humanos causamos na natureza", disse uma seguidora. "As vezes fico pensando se a terra só não quer uma folga da gente", comentou outro perfil.

Um perfil do Twitter intitulado como "Veneza Limpa" traz mais registros do curioso fato. O perfil, que servia para denúncias de poluições nos canais da cidade, agora registra a limpeza e peixes circulando nas águas.

 

 

A cidade não é a primeira do mundo a apresentar mudanças ambientais diante da pandemia do vírus. Imagens de satélite disponibilizadas pela Nasa no dia 1° de fevereiro mostraram uma redução nos níveis de poluição da China, em especial do índice de dióxido de nitrogênio (NO²) sobre o país onde iniciou o surto da doença.

O NO2 é um gás nocivo emitido por veículos de transporte e fábricas industriais. Segundo cientistas da Nasa, a redução foi primeiramente observada na cidade chinesa de Wuhan, epicentro do surto de coronavírus.