PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Coreia do Norte diz que voltará a negociar quando EUA atender suas exigências

O presidente americano e Kim se reuniram três vezes desde junho de 2018

09:44 | 16/02/2020
NULL
NULL (Foto: )

As autoridades norte-coreanas informaram neste sábado que receberam uma carta do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com votos de feliz aniversário para o líder Kim Jong Un, embora tenham alertado que só voltarão à mesa de negociações quando Washington aceitar suas exigências.

O presidente americano e Kim se reuniram três vezes desde junho de 2018, mas as negociações sobre a desnuclearização do país comunista estão paralisadas desde o fracasso da cúpula de Hanói em fevereiro passado.

Antes desse fracasso, Trump havia dito que ele e Kim tinham um excelente relacionamento.

Kim Kye Gwan, consultor do Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, disse neste sábado que a carta de Trump a Kim chegou diretamente ao Estado isolado dos Estados Unidos.

"Como todos sabem, é verdade que as relações pessoais entre (Kim Jong Un) e o presidente Trump não são ruins", disse em comunicado divulgado pela agência de notícias oficial KCNA.

No entanto, seria "ingênuo" esperar que Pyongyang retome o diálogo devido a esse relacionamento pessoal caloroso, afirmou o comunicado.

Quanto às negociações paralisadas sobre o programa nuclear norte-coreano, só seria possível retomar o diálogo caso Washington concorde "de maneira absoluta" com assuntos propostos pela Coreia do Norte em outras reuniões.

No entanto, o líder norte-coreano está cético em relação à aceitação das demandas de Pyongyang, uma vez que "sabemos bem que os Estados Unidos não estão preparados nem são capazes de fazê-lo".

"Sabemos o caminho que devemos seguir e seguiremos nosso próprio caminho", acrescenta.

Em uma reunião do partido no poder em dezembro, Kim Jong Un declarou o fim da moratória norte-coreana em testes de mísseis balísticos nucleares e intercontinentais.

A proibição voluntária foi o principal ponto da diplomacia nuclear entre Pyongyang e Washington nos últimos dois anos, embora com pouco progresso.

As informações neste sábado na KCNA acontecem um dia depois que uma importante autoridade sul-coreana disse que Trump pediu a Seul para enviar uma mensagem de parabéns pelo aniversário de Kim Jong Un.

A Coréia do Norte nunca confirmou a idade ou data de nascimento de Kim, mas em 8 de janeiro de 2014, o astro do basquete Dennis Rodman cantou o "Parabéns pra Você" antes de uma partida de exibição em Pyongyang.

No entanto, Kim acusou Washington de tentar manipular sentimentos com objetivos políticos.