PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Médicos italianos isolam o coronavírus e pode facilitar produção de vacina

Com o isolamento, há uma oportunidade de estudar, entender e saber o que pode ser feito para impedir a difusão do vírus.

13:15 | 03/02/2020
Vacina contra o coronavírus já está sendo desenvolvida
Vacina contra o coronavírus já está sendo desenvolvida (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O governo italiano anunciou neste domingo, 2, que médicos do hospital Lazzaro Spallanzani, em Roma, conseguiram isolar o coronavírus. A informação foi divulgada em coletiva de imprensa no país. As informações são do jornal Corriere della Sera.

"Isolamos o vírus e isso significa que temos muitas oportunidades para estudá-lo, entender e verificar melhor o que pode ser feito para impedir a disseminação", disse o ministro da Saúde, Roberto Speranza.

Em entrevista ao jornal italiano, Maria Rosaria Capobianchi, coordenadora responsável pela equipe de pesquisa, relembra a comemoração obtida em laboratório. "Quando o vimos sob o microscópio e percebemos que era ele, houve alegria na enfermaria", relembra Maria, que administra o laboratório de virologia do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas da Itália há mais de 20 anos.

>> Número total de mortes em decorrência do coronavírus ultrapassa 360 casos

Isolamento pode facilitar produção de vacina

O isolamento do vírus pode facilitar a produção da vacina, que já vem sendo desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Hong Kong. Com o isolamento, há uma oportunidade de estudar, entender e saber o que pode ser feito para impedir a difusão do vírus.

De acordo com o especialista em doenças infecciosas da Universidade, Yuen Kwok-yung, a vacina precisa de mais tempo para ser testada. Isso se deve a uma demora de meses para ser testada em animais e pelo menos mais um ano para realizar ensaios clínicos em seres humanos, sendo prevista para 2021.