PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Tartaruga centenária que ajudou a salvar espécie com sua alta libido se aposenta em Galápagos

Diego é responsável por cerca de 40% da prole produzida no programa de reprodução do Parque Nacional de Galápagos, no Equador

09:20 | 14/01/2020
Diego ajudou a produzir centenas de filhotes
Diego ajudou a produzir centenas de filhotes (Foto: Divulgação / Parque Nacional de Galápagos)

A tartaruga gigante que ficou conhecida por sua alta libido e por ter ajudado a salvar toda sua espécie, se aposentou. Depois de tanto acasalar, Diego, como é chamada a tartaruga centenária, foi capaz de gerar 800 indivíduos da espécie Chelonoidis hoodensis. Agora aposentado, ele deve ser devolvido ao seu habitat natural, na ilha de Española, no arquipélago de Galápagos. As informações são do portal de notícias Extra.

Antes de se aposentar, Diego participava de um programa de acasalamento que produziu cerca de 2 mil tartarugas gigantes, desde os anos 1960, na ilha de Santa Cruz. Na época, sobravam apenas dois machos e 12 fêmeas da sua espécie na ilha de Española. Diego é responsável por cerca de 40% da prole produzida, segundo James Gibbs, professor de biologia ambiental e florestal da Universidade Estadual de Nova York em Siracusa.

Segundo Gibbs, as tartarugas gigantes ficaram ameaçadas depois de virarem prato para piratas, baleeiros e pescadores, durante o século 19. Além de competir com espécies nativas da ilha por comida, as tartarugas perderam território para cabras selvagens, que se tornaram uma outra ameaça para a espécie.

O programa de reprodução do Parque Nacional de Galápagos, no qual Diego participava, chegou ao fim após atingir todos os objetivos de conservação, conforme divulgado na última sexta-feira, 10. Ao fim do programa, a população total de tartarugas chegou a 2 mil espécimes.