PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

No Irã, manifestantes protestam contra a demora do governo em admitir culpa na queda do avião

Manifestantes protestam contra a demora das autoridades do país admitirem culpa sobre a queda de um avião civil, que caiu no dia 8

Izadora Paula
23:14 | 13/01/2020
Iraniana exibe cartaz que diz
Iraniana exibe cartaz que diz "Seu erro foi sem intenção, sua mentira foi intencional", durante protesto em Teerã (Foto: AFP)

Pelo terceiro dia consecutivo, manifestantes foram às ruas no Irã protestando contra a demora das autoridades do país admitirem culpa sobre a queda de um avião civil, que caiu no último dia 8. As informações são do G1.

Em vídeos registrados durante as manifestações, o batalhão de choque e os manifestantes lotam as ruas nesta segunda-feira, 13. Há registro de tiros nas proximidades dos protestos na Praça Azadi de Teerã.No entanto, as autoridades locais negam que a Polícia tenha atirado contra os integrantes do protesto.

O avião foi derrubado por engano, quando o governo iraniano disparou mísseis em retaliação pela morte do general Qassem Soleimani. A aeronave pertencia a uma companhia aérea da Ucrânia e transportava 176 pessoas, todas mortas na queda.

As manifestações tiveram início no sábado, 11, quando os militares assumiram a autoria do ataque que atingiu o avião. Antes disso, o governo do Irã negou repetidas vezes ter culpa na queda da aeronave.

O chefe da força policial de Teerã, Hossein Rahimi, afirmou que não houve confrontos entre a Polícia e os manifestantes porque "os policiais receberam ordens para se conter". Em novembro de 2019, centenas de pessoas foram mortas pelas autoridades do país durante protestos.