PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Ativista salva três cães de serem sacrificados nos Estados Unidos

Na Carolina do Norte, a eutanásia forçada é permitida. Shelly Blount foi até o abrigo e adotou três cães que estavam na lista para serem sacrificados

Walber Freitas
19:38 | 19/11/2019
Momento em que os cães são adotados e levados para casa
Momento em que os cães são adotados e levados para casa (Foto: Reprodução/The Dodo)

A ativista de causa animal Shelly Blount salvou três cachorros de serem sacrificados na Carolina do Norte (EUA). Situado no sudeste americano, o estado permite a prática de eutanásia forçada.

Tudo começou quando Shelly ligou para um abrigo de cães e descobriu que tinha uma lista de animais que iriam ser submetidos à eutanásia. Entre os nomes, Caleb seria o próximo. Imediatamente, a ativista dirigiu por quatro horas até o canil determinada a resgatá-lo.

Chegando lá, Shelly resgatou Caleb e mais dois cachorros que também seriam sacrificados. Apesar de já ter três cães em casa, ela não pensou duas vezes e os adotou. “Perguntei qual era o limite de cachorros que eu poderia adotar. Eles disseram que não havia um limite. Então eu decidi pegar os três”, disse Shelly ao portal The Dodo.