PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Chile tem novos confrontos após fim de estado de emergência

20:18 | 28/10/2019
Novos protestos contra o presidente do Chile, Sebastián Piñera, foram reprimidos pela polícia nesta segunda-feira, 28, nas cidades de Santiago, Valparaíso e Concepción. Segundo o diário La Tercera, manifestantes na capital chilena tentaram marchar rumo ao Palácio de La Moneda, sede do Executivo chileno e foram contidos pela polícia.
São os primeiros confrontos desde que Piñera retirou no domingo o estado de emergência que vigorava no país há dez dias.
Os incidentes começaram na hora em que o presidente anunciava um novo gabinete, uma das medidas adotadas pelo líder chileno para acalmar os protestos.
Na sexta-feira, mais de 1,2 milhão de pessoas tomaram as ruas de Santiago para protestar contra Piñera.
Os protestos começaram com reclamações contra o aumento da tarifa de metrô em Santiago, mas o descontentamento com o alto custo de vida e o modelo de serviços voltados para o setor privado também mobilizou os manifestantes.
Ao menos 20 pessoas morreram desde o início dos protestos, que deixaram centenas de feridos e milhares de detidos. (Com agências internacionais)