PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Homem morre após comer bolinha de peixe muito quente

Sua garganta ficou bastante inchada, o impedindo de engolir e respirar. A causa da morte de Hickey foi dada como asfixia

22:16 | 10/10/2019
Darren morreu 12 horas após o ocorrido
Darren morreu 12 horas após o ocorrido (Foto: (Foto: SWNS))

Darren Hickey, de 51 anos, morreu 12 horas após comer uma bolinha de peixe muito quente. O incidente ocorreu no dia 4 de abril deste ano, em Chorley, em Lancashire, na Inglaterra. As informações são do portal de noticias Metro News.

 

Ele recebeu o alimento de um chef quando estava saindo para uma reunião de caridade e logo notou que o alimento tinha causado danos, pois sua garganta começou a doer intensamente. Darren logo se dirigiu até o Hospital Chorley, mas logo foi mandado pra casa apenas com uma receita de paracetamol.

Seu companheiro, Niel Parkinson, relatou que o inchaço do parceiro não melhorou, e que o ouviu tossir e sufocar por volta as 21 horas, o levando para o hospital pela segunda vez. No entanto, ele não resistiu e acabou falecendo logo após a meia-noite.

Segundo inquérito sobre sua morte, o fato ocorreu porque o alimento estava muito quente, fazendo queimar sua garganta e cordas vocais. A região ficou bastante inchada, o impedindo de engolir e respirar. A causa da morte de Hickey foi dada como asfixia.

Antes do ocorrido, o homem já havia sofrido um derrame há sete anos atrás, onde passou 1 anos e 6 meses internado. Após sair do hospital, ele começou a tirar parte do seu tempo para realizar trabalhos de caridade, recebendo até um prêmio pela 'Stroke Association'.