PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Teremos mais reuniões com autoridades da Argentina nesta semana, diz FMI

17:33 | 24/09/2019
O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou que houve uma reunião "construtiva" com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, seu ministro das Finanças, Hernán Lacunza, e o presidente do Banco Central da República Argentina (BCRA), Guido Sandleris. "Discutimos os esforços que a Argentina tem realizado sob o programa respaldado pelo FMI e seus impactos positivos", diz o texto, assinado pelo diretor-gerente interino do Fundo, David Lipton.
Na avaliação do FMI, as medidas recentes das autoridades argentinas "ajudaram a acalmar os mercados". Lipton disse que expressou sua intenção de continuar a colaborar com as autoridades e ajudá-las a responder à difícil situação "e aos tempos desafiadores que se avizinham". Segundo ele, o diálogo e a "estreita colaboração" com as autoridades argentinas "continuarão com as reuniões técnicas que ocorrerão nesta semana e antes das reuniões anuais".
No texto, o FMI não fala sobre a liberação de uma outra parcela da ajuda ao país. A Argentina viveu semanas recentes turbulentas nos seus mercados, com dúvidas entre investidores sobre o quadro futuro após o oposicionista Alberto Fernández aparecer como favorito a vencer a corrida presidencial, que terá primeiro turno em 24 de novembro.