PUBLICIDADE
Mundo
Noticia

Bebê nasce após passar quatro meses no ventre da mãe com morte cerebral

A gravidez não apresentou problemas apesar da morte cerebral da mãe. Eliska nasceu no dia 15 de agosto

10:06 | 04/09/2019
Eliska nasceu pesando 2,130 quilos e com 42 centímetros de comprimento
Eliska nasceu pesando 2,130 quilos e com 42 centímetros de comprimento(Foto: Reprodução/Hospital Facultativo de Brno)

Um bebê nasceu após passar quatro meses no ventre de sua mãe em estado de morte encefálica, que permaneceu viva com ajuda de aparelhos até o fim da gravidez. Segundo relato da equipe médica do Hospital Facultativo de Brno, o caso é considerado único do mundo.

"O que mais destacamos é a duração de internação e, depois, o tamanho e maturidade alcançados pelo bebê, que superou os dois quilos, o que é único", informou o hospital da República Tcheca.

De acordo com a agência EFE, a mãe da menina, que tinha 27 anos, estava grávida de 16 semanas quando foi internada em 21 de abril deste ano em estado grave, devido a uma hemorragia cerebral causada por um problema genético.

No mesmo dia da internação, a mulher foi diagnosticada com morte cerebral. No entanto, os médicos decidiram manter a respiração e as funções vitais dela para viabilizar a gravidez.

Passados 117 dias, Eliska nasceu, no dia 15 de agosto passado, pesando 2,130 quilos e com 42 centímetros de comprimento.

O bebê está sob os cuidados do pai e de uma tia. "Este caso é muito raro e entrará nos anais da medicina mundial. Ele também confirma a grande força da vida humana", disse Pavel Ventruba, chefe do Departamento de Ginecologia e Maternidade do hospital, à agência EFE.