PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Com suspeita de infertilidade, mulher tem 7 filhos, sendo 3 pares de gêmeos

Ao todo, o casal tem 7 filhos. Nem a mulher nem o marido possuem parentes com histórico de gêmeos na família

16:07 | 14/08/2019
Gaspar e Aurora foram os últimos a nascer, mas vieram ao mundo na mesma maternidade da cidade Khimki, na região de Moscou, que realizou o parto dos dois primeiros pares de gêmeos
Gaspar e Aurora foram os últimos a nascer, mas vieram ao mundo na mesma maternidade da cidade Khimki, na região de Moscou, que realizou o parto dos dois primeiros pares de gêmeos(Foto: Reprodução/CEN/Ministry of Health of the Mo)

Ainda na adolescência, a microbiologista Olga Akopyan, 31, recebeu o diagnóstico de que poderia ser incapaz de gerar filhos. Aos 19, descobriu estar grávida de uma menina. Depois, soube que esperava gêmeos. Posteriormente, foi informada de que carregava no ventre outro casal. Agora, na quarta-feira, 7, anunciou: havia dado luz a mais um par de gêmeos.

De acordo com o portal britânico Mirror, nem a mulher nem o marido possuem parentes com histórico de gêmeos na família. Ao todo, o casal tem 7 filhos, e somente a primeira não veio em par. Os últimos nasceram na maternidade da cidade Khimki, na região de Moscou, se chamam Gaspar e Aurora.

O casal é originário da Armênia, mas vive atualmente na Rússia. Foi para o país eslavo que Olga viajou após descobrir a primeira gestação de gêmeos, das irmãs Karina e Christina. Quando voltou a engravidar de gêmeos, recorreu ao mesmo médico e ao mesmo hospital para o parto de Garik e Anastasia.

À esquerda, foto de Olga com a primeira filha. À direita, a família antes do nascimento dos últimos gêmeos
À esquerda, foto de Olga com a primeira filha. À direita, a família antes do nascimento dos últimos gêmeos (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

O nascimento do terceiro par foi celebrado na região. O caso foi reportado nos noticiários locais e recebeu menção do governo russo por meio da Comissária de Direitos da Criança. “Você pode estar se perguntando por que eu faço tanto alarde sobre isso, e estaria certo se não fosse o fato de ser o terceiro casal de gêmeos em uma mesma família”, escreveu Olga nas redes sociais.

A mulher costuma postar fotos da família em sua conta pessoal no Instagram e compartilha notícias da prole também no Facebook. Nenhuma gestação foi concebida por fertilização in vitro, o que torna o caso, clinicamente, ainda mais inusitado. Apesar da taxa de natalidade 4 vezes superior à média russa, Olga avisa que pretende ter mais filhos. Segundo os médicos, a probabilidade de virem mais gêmeos é alta.