PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Jovens dos EUA acusados de matar policial de Roma ficarão presos até julgamento

12:19 | 29/07/2019
Os dois jovens norte-americanos acusados de matar um policial de Roma permanecerão presos durante as investigações, segundo uma rádio estatal italiana. Gabriel Christian Natale Hjorth, de 18 anos, e Finnegan Lee Elder, de 19, foram detidos neste sábado acusados de terem esfaqueado e matado um policial italiano na rua do hotel onde estavam hospedados.
Nos casos em que existe a possibilidade de suspeitos fugirem, a polícia italiana costuma negar a liberação da prisão. De acordo com as autoridades, os dois jovens estavam se preparando para deixar a Itália na sexta-feira.
Conforme a ordem de detenção, o policial assassinado Mario Cerciello Rega, de 35 anos, e outro colega estavam à paisana e abordaram os dois americanos após um negócio malsucedido com drogas. Elder teria esfaqueado repetidamente Rega, enquanto o outro americano atacou o colega do policial morto, que não corre risco de morte e está prestando informações sobre o caso.
Segundo um investigador, os jovens pegaram uma bolsa de um traficante de drogas italiano depois de o homem aparentemente ter entregue a eles uma substância diferente da esperada, cocaína. Conforme os policiais, os americanos exigiram dinheiro e cocaína para devolver a mochila. Após o roubo da mochila, a suposta vítima entrou em contato com a polícia para relatar o roubo, o que levou os policiais à paisana irem ao local.
Em comunicado, a polícia romana informou que os acusados, após serem interrogados sob a coordenação de promotores de Roma, "confessaram sua culpa". Fonte: Associated Press.

Agência Estado