PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Líder da 'revolução dos guarda-chuvas' se une aos protestos em Hong Kong

05:07 | 18/06/2019
O ativista pró-democracia Joshua Wong, símbolo da "revolução dos guarda-chuvas", de 2014, anunciou na segunda-feira, 17, assim que saiu da prisão, que pretende se unir aos protestos em Hong Kong contra uma lei de extradição.
Quase 2 milhões de manifestantes saíram às ruas no domingo, segundo os organizadores, para pedir a renúncia da chefe do Executivo, Carrie Lam, e a retirada do projeto de lei, atualmente suspenso, que autoriza extradições para a China continental.
A "revolução dos guarda-chuvas" bloqueou o centro financeiro da cidade por semanas para exigir sufrágio universal. (Com agências internacionais)
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Agência Estado