PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Macron diz que apoiaria Merkel como chefe da Comissão Europeia

00:06 | 13/06/2019
Presidente francês defende que comando do Executivo da UE seja ocupado por "alguém forte" que tenha credibilidade e competência. Mas chanceler federal alemã, que deixa o governo em 2021, já disse não estar interessada.O presidente francês, Emmanuel Macron, disse nesta quarta-feira (12/06) que não hesitaria em apoiar a atual chanceler federal alemã, Angela Merkel, como futura presidente da Comissão Europeia – o cargo mais alto do Executivo da União Europeia (UE). "Se ela quiser [o posto], eu a apoiaria", disse o francês em entrevista à emissora suíça RTS. "Claro que apoiaria, primeiramente porque acho que precisamos de alguém forte. A Europa precisa de caras novas e fortes, então precisamos de personalidades que incorporem isso." Merkel, porém, já afirmou que pretende se aposentar da política após encerrar seu mandato em 2021 e deixou claro que não almeja um cargo no alto escalão do bloco europeu quando deixar o governo alemão. Mesmo assim, muitos esperam que ela reconsidere essa decisão, dada sua enorme experiência e seu comprometimento com os valores da UE. Macron ainda reiterou suas reservas contra o eurodeputado alemão Manfred Weber, da União Social Cristã (CSU), que tem o apoio de Merkel para ser o próximo chefe do Executivo da UE. "Ninguém conhece esses Spitzenkandidaten", disse Macron, lançando mão do jargão político em alemão utilizado nos círculos europeus para se referir aos candidatos nomeados pelos principais grupos políticos no Parlamento Europeu. Os novos grupos e coalizões vêm sendo formados após as eleições europeias, realizadas nos 28 Estados-membros da UE no final de maio. "A Europa precisa de novos rostos e novas personalidades, precisa de pessoas com credibilidade e que tenham competência para preencher as posições", afirmou o francês. Macron e o atual presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, estão entre os que defendem que ao menos dois dos quatro postos mais altos da UE devem ser ocupados por mulheres. Esses cargos são as chefias da Comissão Europeia, do Conselho Europeu, do Parlamento Europeu e da diplomacia do bloco. "Precisamos de paridade [de gênero]", disse Macron à RTS. Em Bruxelas nesta terça-feira, o atual presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, foi perguntado se Merkel poderia mudar de opinião e se candidatar a um cargo no alto escalão da UE: "Acho que não", respondeu. RC/dpa/rtr ______________ A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Fonte: DW | dw-world.de

TAGS