PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

OMS alerta: 1 milhão de novos casos por infecções sexualmente transmissíveis por dia

Por dia, homens e mulheres entre 15 e 49 anos são contaminados por sífilis, gonorreia, tricomoníase e/ou clamídia

12:15 | 07/06/2019
A OMS apresenta um estudo que revela que existem 1 milhão de novos casos por infecções sexualmente transmissíveis.
A OMS apresenta um estudo que revela que existem 1 milhão de novos casos por infecções sexualmente transmissíveis.(Foto: DIVULGAÇÃO)

Uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), revelou que a propagação de infecções sexualmente transmissíveis se trata de um problema mundial. O estudo, publicado pela organização nesta quinta-feira, 6,  explica que essas infecções existem em muitas regiões do planeta. 

A pesquisa mostrou que há pelo menos 1 milhão de novos casos de infecções por síflis, clamídia, gonorreia, ou tricomoníase por dia. A investigação foi realizada por pesquisadores em 2016 e, no mesmo ano, foram registrados 376,4 milhões de novos casos das quatro infecções, entre homens e mulheres de 15 a 49 anos. Os pesquisadores alertam que o único meio de evitar o contagio é fazendo o uso de preservativos.

A quantidade de casos não consiste ao número de pessoas que foram atingidas. Em alguns casos, o mesmo paciente pode apresentar reincidências do problema. 

Essas quatro infecções são responsáveis por fragilizar principalmente o aparelho reprodutivo e sexual humano, os pesquisadores alertam que as pessoas que estão infectadas podem procurar tratamento adequado, pois todas tem cura.

Número total de casos: 376,4 milhões

- 127,2 milhões casos de clamídia

- 86,9 milhões de casos de gonorreia

- 156,0 milhões de casos de tricomoníase

- 6,3 milhões de casos de sífilis

Como são as infecções

As infecções transmitidas pelo sexo provocam problemas principalmente nos órgão genitais de homens e mulheres. Existem alguns casos que também podem causar danos no reto e na faringe.

Sífilis

A transmissão da sífilis é feita através de uma bactéria que passa por estágios primários, secundários, latentes e terciários. Os sintomas podem surgir por meio de uma ferida no órgão genital ou manchas pelo corpo. A infecção não costuma causar sangramentos e dores. Se agravada, o paciente pode apresentar sintomas de febre e mal estar, além de ínguas pelo corpo. Em casos mais graves, pode levar à morte.

Tricomoníase

A transmissão acontece através de um protozoário provocando vermelhidão, dor ao urinar e inflamações. Em mulheres, pode causar odores fortes e corrimentos.

Clamídia

Essa infecção é causada por uma bactéria, e nem sempre apresenta sintomas. Em alguns casos, os paciente conseguem identificar sintomas como corrimentos amarelos, ardência ao urinar e dores durante o ato sexual. Mulheres pode ter sangramentos espontâneos. E os homens, dores nos testículos.

Gonorreia

A transmissão acontece por uma bactéria, provocando dores ou ardores na hora de urinar, inflamações na uretra, secreção e pus, principalmente em homens. Na mulheres, os sintomas podem causar corrimentos e fortes dores.

Alerta

A OMS alerta que a clamídia e a gonorreia também podem causar outras complicações graves de médio e longo prazo como inflamações pélvicas, gravidez ectópica (quando o embrião se forma fora do útero), infertilidade, dor e artrite. As infecções podem acontecer durante o ato sexual ou transmitidas durante o parto.

A sífilis pode causar danos neurológicos e doenças na pele. Se transmitida de mãe grávida para o filho ainda não nascido, pode levar à morte do feto, parto prematuro ou e até deficiências na criança.

Conheça mais sobre os estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) através do site https://www.who.int/es

Redação O POVO Online