PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

EUA retiram privilégios comerciais da Índia

00:03 | 02/06/2019
Programa GSP visa promover crescimento em países em desenvolvimento e permite a exportação para EUA de US$ 5,6 bilhões de produtos indianos sem taxas. Segundo Trump, país não assegura acesso equitativo a seus mercados.A Índia perderá seus privilégios no comércio com os Estados Unidos, enquanto beneficiária do Sistema Generalizado de Preferências (GSP), anunciou o presidente Donald Trump em comunicado, nesta sexta-feira (31/05). "Eu determinei que a Índia não assegurou aos EUA que fornecerá acesso equivalente e razoável a seus mercados. Portanto é apropriado cancelar a designação da Índia como país em desenvolvimento beneficiário, a partir de 5 de junho de 2019." O GSP permite a entrada, sem taxação aduaneira, de 5,6 bilhões de dólares em produtos indianos nos EUA. O programa foi introduzido em 1976, com o fim de promover o crescimento econômico nos países em desenvolvimento, permitindo a exportação de certos produtos seus para os EUA, sem taxas. Em comunicado, o governo indiano classificou a medida de Trump de "infeliz", frisando que "a Índia, como os EUA e outras nações, sustentará sempre seu interesse nacional nessas questões". Entretanto acrescentou que vê a situação como parte de uma relação econômica continuada com os americanos, e que seguirá "construindo laços fortes com os EUA, tanto economicamente quanto de povo para povo". "Estamos confiantes de que as duas nações continuarão a cooperar intensivamente, para que esses laços sigam crescendo de maneira mutuamente proveitosa", acrescentou Nova Délhi, em tom excepcionalmente conciliatório, neste sábado. Numa carta aos líderes do Congresso americano, em 4 de março, a Casa Branca anunciou que Índia e Turquia estavam prestes a perder seu tratamento comercial preferencial. Em maio, 24 congressistas pediram em carta que Trump não cancelasse o status indiano no GSP. Remover um país do programa exige notificação prévia de 60 dias, e aparentemente Trump esperou que se concluíssem as gigantescas eleições na Índia, antes de completar a medida. Segundo a mídia indiana, em reação Nova Délhi estaria considerando sobretaxar mais de 20 mercadorias americanas, incluindo produtos agrícolas e químicos. AV/rtr,dpa _______________ A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Fonte: DW | dw-world.de

TAGS