PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Premiê britânica demite ministro da Defesa

00:05 | 02/05/2019
Demissão ocorre em meio a escândalo sobre vazamento de informações de reunião secreta do governo. Gavin Williamson será substituído por Penny Mordaunt.A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, demitiu nesta quarta-feira (01/05) o ministro da Defesa, Gavin Williamson, depois de uma investigação sobre a divulgação não autorizada de informações sobre uma reunião do Conselho de Segurança Nacional. Williamson nega ter envolvimento no caso. Segundo anunciou um porta-voz de Downing Street, residência oficial da premiê, May pediu que Williamson deixasse o governo por ter perdido a confiança em suas habilidades para seguir no cargo. A investigação sobre o vazamento de informações foi aberta depois que jornais britânicos noticiaram que, numa reunião secreta, o Conselho de Segurança Nacional – responsável por supervisionar as questões relacionadas com a Segurança Nacional, a coordenação de Inteligência e a estratégia de Defesa – havia concordado que a gigante chinesa Huawei participasse da instalação da rede 5G no Reino Unido. O jornal Daily Telegrapgh publicou em 24 de abril que o governo teria dado sinal verde, em reunião do conselho, para que a Huawei contribuísse para a instalação da rede 5G, apesar das advertências sobre as possíveis ameaças de segurança que isto poderia implicar. De acordo com a reportagem, Williamson fazia parte do pequeno grupo de ministros cujos alertas sobre a companhia asiática foram desautorizados por May. Responsáveis pela segurança de vários países temem um potencial risco de espionagem com o uso de equipamento da Huawei nas redes de telecomunicações, devido à proximidade da empresa com Pequim. O governo britânico insiste que nenhuma posição foi tomada ainda sobre a gigante chinesa. O vazamento ocorreu num momento que o governo está enfraquecido devido a seu fracasso junto ao Parlamento em aprovar o acordo da saída do Reino Unido da União Europeia, negociado por May. Vários ministros se posicionaram contra a premiê. Numa carta endereçada a Williamson, May afirma que, diante do decorrer da investigação, não pode mais confiar no ministro. A premiê sugere que ele foi o responsável pelo vazamento à imprensa. Williamson nega qualquer envolvimento. "A primeira-ministra agradece a todos os membros do Conselho de Segurança Nacional pela total cooperação e pela sinceridade durante a investigação e dá o assunto por encerrado", acrescentou o porta-voz de May. Williamson chegou ao ministério em novembro de 2017, assumindo o cargo que era de Michael Fallon, o qual renunciou devido a um caso de assédio sexual a uma jornalista. Ele será substituído pela atual secretária de Cooperação Internacional, Penny Mordaunt. Ela se torna assim a primeira mulher a liderar a pasta de Defesa do Reino Unido. CN/efe/ap/rtr/lusa _______________ A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Fonte: DW | dw-world.de

TAGS