PUBLICIDADE
Mundo

Ortega descarta adiantar eleições na Nicarágua

22:28 | 09/03/2019
O governo do presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, descartou adiantar as eleições de 2021, apesar de ter avançado nas discussões com a oposição no que diz respeito à libertação de presos em protestos.
"O governo está comprometido com o fortalecimento da democracia e o respeito à ordem constitucional da Nicarágua", diz um documento da chancelaria do país, enviado à imprensa. "Porém, as eleições presidenciais e legislativas estão estabelecidas para 2021."
A coalizão opositora Aliança Cívica, que participa do diálogo com representantes de Ortega desde 27 de fevereiro, insistiu em comícios pela mudança rápida de governo, em meio à crise mais grave que o país viveu nos últimos 40 anos.
Segundo o comunicado, o primeiro ponto da agenda do governo é o "fortalecimento das instituições eleitorais" mediante recomendações formuladas pela Organização dos Estados Americanos (OEA). Além disso, há "reformas eleições que vão aperfeiçoar o pleito".
O segundo ponto propõe "justiça e reparação" para consolidação da paz e da segurança na Nicarágua.
O último ponto trata da "libertação de presos nos protestos contra o Estado da Nicarágua a partir de abril de 2018", quando eclodiram protestos contra Ortega, no poder desde 2006. Fonte: Associated Press.

Agência Estado