PUBLICIDADE
Mundo

Príncipe Charles visita Cuba e é o 1º membro da família real a viajar ao país

13:49 | 28/03/2019
O príncipe Charles e sua mulher, Camila, aterrissaram neste domingo, dia 24, em Havana para a primeira visita oficial da família real britânica a Cuba, ao mesmo tempo em que um dos principais parceiros do país europeu - os Estados Unidos - tenta isolar cada vez mais a ilha.
Pouco depois de chegar em um avião da Força Aérea Real, o herdeiro do trono britânico de 70 anos depositou uma coroa de flores no memorial dedicado ao líder da independência de Cuba, José Martí, localizado na Praça da Revolução.
A visita histórica terá três dias e é parte de um giro pela região caribenha. A agenda dos próximos dois dias inclui visitas a cidades históricas de Cuba, a uma fazenda orgânica e a um centro de pesquisa biomédica. O príncipe também participará de um jantar de gala com o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, fará um tour pelo bairro colonial restaurado de Havana e verá um desfile de carros britânicos antigos.
A visita real ocorre três anos depois que o ex-presidente americano Barack Obama foi ao país, em um ato que ficou conhecido como o início de um novo capítulo dos laços entre os velhos inimigos da Guerra Fria. Desde que Donald Trump assumiu a Casa Branca, contudo, os EUA voltaram a pressionar Cuba, incluindo o aperto de seu embargo comercial à ilha.
O governo britânico pediu ao casal real que passasse por Cuba durante sua viagem ao Caribe com o objetivo de aumentar os laços comerciais e culturais e a influência política na região. O comércio britânico com o país caribenho foi de menos de US$ 100 milhões em 2018. (Com agências internacionais).

Agência Estado