PUBLICIDADE
Mundo

Procurador-Geral dos EUA revisa relatório de Mueller neste sábado

13:42 | 28/03/2019
O procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, chegou na manhã deste sábado ao Departamento de Justiça do país para revisar o relatório entregue pelo conselheiro especial Robert Mueller ontem, após dois anos de investigações sobre a possível interferência da Rússia nas eleições presidenciais de 2016, que elegeram Donald Trump. A análise do documento tem por objetivo determinar o que poderá ser divulgado ao público, segundo uma fonte ouvida pela reportagem.
Há expectativa de que Barr divulgue as principais conclusões do relatório ainda neste sábado. O relatório completo é confidencial, mas Barr afirmou que decidirá em breve o quanto poderá ser divulgado ao Congresso e ao público.
Parlamentares democratas estão pressionado o procurador-geral a divulgar integralmente o relatório e ameaçaram intimar a abertura dos dados completos, caso isso não venha a ser feito. "Se o Procurador-Geral fizer qualquer jogo, nós intimaremos a divulgação do relatório, pediremos a Mueller para testemunhar e levar todo o material para o Tribunal, se necessário", declarou o deputado democrata Sean Patrick Maloney, de Illinois.
Seis presidentes de comitês democratas encaminharam uma carta a Barr ontem dizendo que, se Mueller tem alguma razão para acreditar que Trump "tenha cometido delito criminal", o Departamento de Justiça não deveria escondê-lo. "O presidente não está acima da lei e a necessidade da fé pública em nossas instituições democráticas e no Estado de direito deve ser prioridade", disseram os presidentes. Fonte: Associated Press.

Agência Estado