PUBLICIDADE
Notícias

Incêndio no centro de treinamento do Flamengo deixa dez mortos

00:02 | 28/02/2019
Chamas atingem alojamento das categorias de base no Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro. Há também três feridos, dois deles em estado grave.Um incêndio na madrugada desta sexta-feira (08/02) no centro de treinamento do Flamengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, deixou dez mortos e três feridos, dois deles em estado grave. Nas instalações atingidas pelo fogo, conhecidas por Ninho do Urubu, dormiam atletas das categorias de base. As chamas começaram por volta das 5h e estavam controladas cerca de uma hora depois, mas deixaram uma grande área destruída. A causa do incêndio ainda é desconhecida. A perícia, no entanto, trabalha com a hipótese de um curto-circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado. Testemunhas disseram que as chamas se alastraram com rapidez. "É muito cedo para dizer se foi por causa da rede que deu pico, se foi por causa do aparelho de ar-condicionado ou se foi a rede interna daqui", disse, porém, o vice-governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro. Todos os dez mortos e os três feridos eram atletas da base do clube, com idades entre 14 e 16 anos, segundo lista divulgada pelo Flamengo na noite desta sexta-feira. No total, 26 atletas dormiam no alojamento atingido pelo incêndio, e 13 conseguiram escapar. O governo do estado do Rio de Janeiro comunicou que vai decretar três dias de luto, e a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) também expressou solidariedade. A maioria dos clubes do futebol profissional brasileiro usaram as redes sociais para manifestar apoio ao Flamengo. "Que notícia triste o trágico acidente no Ninho do Urubu. O Botafogo manifesta sua solidariedade ao Flamengo, a torcedores, a familiares e amigos das vítimas", declarou o Botafogo nas redes sociais. "Jogadores e membros da comissão técnica solidarizam-se com as vítimas e familiares da tragédia que aconteceu no Ninho do Urubu. O Fluminense Football Club decretou luto oficial de três dias", escreveu o Fluminense, que tem um jogo com o Flamengo marcado para este sábado. A Ferj considerou que não há clima para a realização do duelo e que vai se reunir com responsáveis dos dois clubes e a empresa detentora dos direitos de transmissão televisiva para decidir sobre o adiamento da partida. O centro de treinamento Presidente George Helal, conhecido como Ninho do Urubu, é considerado um dos mais modernos da América Latina e possui um módulo para a equipe profissional do Flamengo, dois campos de treino e um espaço específico para a preparação de goleiros, além da área de alojamento para atletas das camadas jovens, que foi atingida no incêndio. Em 2018, o Flamengo inaugurou uma nova estrutura para o time principal e deixou as instalações antigas para os jogadores das categorias de base do clube. O dormitório que pegou fogo, porém, não tinha licença da prefeitura. Havia apenas uma permissão para a área funcionar como estacionamento. O Corpo de Bombeiros disse que o local estava em processo de regularização de documentos. "A área de alojamento atingida pelo incêndio não consta do último projeto aprovado pela área de licenciamento, no dia 5 de abril de 2018, como edificada. No projeto protocolado, a área está descrita como um estacionamento. Não há registros de um novo pedido de licenciamento da área para o uso como dormitórios", afirmou a prefeitura em nota. As autoridades abriram uma investigação para apura os responsáveis pela tragédia. AS/CN/efe/lusa/abr/ots ______________ A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Fonte: DW | dw-world.de

TAGS