PUBLICIDADE
Notícias

Sete extremistas 'eliminados' e 15 militares mortos ou feridos no Egito

10:55 | 16/02/2019

Sete supostos extremistas foram "eliminados" e 15 militares foram mortos ou feridos em um ataque a um posto de controle no norte do Sinai egípcio, anunciou neste sábado (16) o Exército, que realiza uma ofensiva contra o grupo Estado Islâmico (EI) na região.

O Egito, que enfrenta uma multiplicação de ataques de grupos extremistas, lançou no ano passado a campanha "Sinai 2018" para expulsar o EI da península e "limpar" o país do "terrorismo".

Vários supostos extremistas atacaram um posto de controle nessa zona do leste do país e as forças de segurança reagiram, o que provocou um "tiroteio", informou o porta-voz do Exército, Tamer el-Refai, em um comunicado.

"Um oficial e 14 (soldados) foram mortos ou feridos", acrescentou.

Segundo uma fonte de segurança, o ataque ocorreu ao sul de Al-Arish, capital da governação do norte do Sinai.

"Sete takfiris (extremistas sunitas) foram eliminados durante o confronto", detalhou El-Refai.

Desde que o Exército derrubou o presidente islamita Mohamed Mursi centenas de soldados e policiais morreram em ataques de grupos extremistas.

Os civis também costumam ser alvos de atentados, sobretudo os cristão coptas ortodoxos.

aem/hj/erl/age/cb

AFP