PUBLICIDADE
Notícias

Milícia sequestra 14 trabalhadores tunisianos na Líbia

08:58 | 16/02/2019

Uma milícia sequestrou na quinta-feira 14 tunisianos que trabalham perto de Trípoli e pediu a libertação de um de seus membros detidos na Tunísia, informou o Ministério tunisiano das Relações Exteriores e um militante de direitos humanos.

"O Ministério das Relações Exteriores está acompanhando de perto a situação dos cidadãos tunisianos (...) sequestrados por líbios armados perto de Zawiya", uma cidade localizada a 50 km a oeste da capital líbia, informou em sua página no Facebook no fim da sexta-feira.

Uma fonte diplomática que pediu anonimato confirmou neste sábado à AFP o sequestro dos 14 trabalhadores, que, segundo a imprensa tunisiana, trabalhavam na refinaria petroleira de Zawiya.

De acordo com o militante tunisiano direitos humanos Mustafa Abdelkebir, os sequestradores estão exigindo a libertação de um dos seus membros presos na Tunísia e há negociações em curso para tentar obter a libertação dos reféns.

Desde a queda do ditador Muammar Kadhafi em 2011, o caos impera na Líbia, com a presença de numerosas milícias.

Duas autoridades disputam o poder neste país rico em petróleo: o governo de união nacional, reconhecido pela comunidade internacional, e um Executivo com base no leste do país e controlado pelo Exército Nacional Líbio autoproclamado pelo marechal Khalifa Haftar.

cnp/hj/iw/erl/ra/cb

AFP