PUBLICIDADE
Notícias

Odebrecht assina acordo de cooperação com procuradoria do Peru

21:52 | 15/02/2019

A Odebrecht assinou um acordo de cooperação com o Ministério Público do Peru nesta sexta-feira em São Paulo para ampliar as investigações sobre as contribuições eleitorais ilícitas.

"A Odebrecht e o Estado peruano formalizaram nesta sexta-feira o acordo definitivo que estabelece as bases para a continuidade da cooperação da empresa com a justiça do país", afirmou a construtora após a assinatura.

Os detalhes do acordo foram definidos em dezembro. A empresa terá que pagar cerca de 182 milhões de dólares como reparação civil ao Peru. O valor foi definido com base em quatro licitações de compra da empresa brasileira no país andino, pagando subornos a autoridades peruanas.

O procurador peruano Rafael Vela Barba disse que a negociação foi "bem-sucedida", acrescentando que "permitirá que o sistema de administração de justiça peruano acesse informações valiosas para esclarecer a investigação".

Os projetos envolvidos nos escândalos são uma linha de metrô em Lima, seções 2 e 3 da rodovia Interoceânica Sul que liga o Peru ao Brasil, uma rodovia urbana entre Lima e Callao, e uma rodovia em Cuzco.

A Odebrecht pagará o valor em 15 parcelas anuais, conforme acordado com as autoridades dos Estados Unidos e do Brasil.

O caso da Odebrecht no Peru até agora aspergiu os presidentes Alejandro Toledo (2001-2006), Alan García (2006-2011), Ollanta Humala (2011-2016) e Pedro Pablo Kuczynski (2016-2018).

pr/cc/db

AFP