PUBLICIDADE
Notícias

Europa deve gastar mais de US$ 100 bi para cumprir meta de defesa

18:05 | 15/02/2019

Os países europeus devem gastar mais de 100 bilhões de dólares suplementares no campo da defesa para cumprir a promessa feita aos americanos e à Otan, segundo um estudo publicado nesta sexta-feira (15).

Em 2014, os aliados europeus haviam prometido gastos de defesa de 2% do seu PIB até 2024. Mas o presidente americano, Donald Trump, denunciou em várias ocasiões o crescimento lento desses gastos, considerando-os amplamente insuficientes.

Números divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (IISS), à margem da conferência anual sobre segurança em Munique, mostram que estão faltando 102 bilhões de dólares aos 27 estados europeus da Otan oara atingir esse objetivo de 2018.

Isso representaria um aumento nos gastos militares de 38%, de acordo com o relatório "Equilíbrio militar" do think tank com sede em Londres.

A impaciência de Donald Trump sobre a questão causou temores de uma redução do compromisso americano no seio da Otan. O presidente americano, em particular, multiplicou as críticas sobre a Alemanha e Angela Merkel em 2018.

A ministra alemã da Defesa reconheceu nesta sexta que os europeus demoraram para aumentar seus orçamentos, mas acrescentou que agora estavam, com a Alemanha no comando, no caminho certo.

"Foi necessária a agressão da Rússia contra a Ucrânia para nos envolvermos. Todos os aliados europeus aumentaram seus gastos de defesa", destacou Ursula von der Leyen.

"O orçamento de defesa alemão aumentou em 36% desde 2014", acrescentou em um discurso de abertura da conferência em Munique, que reúne a cada ano dezenas de responsáveis diplomáticos de alto escalão, políticos e militares do mundo inteiro.

Os Estados Unidos gastaram cerca de 650 bilhões de dólares em defesa em 2018, contra 250 bilhões de dólares para todos os países europeus da Otan, segundo cifras do IISS.

O aumento do orçamento americano de 2017 para 2018, cerca de 45 bilhões de dólares, representa quase o equivalente ao orçamento total de defesa da Alemanha, de acordo com a mesma fonte.

AFP