PUBLICIDADE
Notícias

Israel se opõe à visita da ONU a Territórios Palestinos

18:58 | 13/02/2019

Israel comunicou ao Conselho de Segurança da ONU o seu repúdio à visita que este órgão queria realizar aos Territórios Palestinos para ver de perto da situação lá, informou o embaixador do Kuwait nesta quarta-feira (13).

A visita aos territórios ocupados foi proposta pelo Kuwait e outros membros do Conselho durante uma reunião na semana passada sobre a decisão israelense de por fim ao mandato de uma força internacional de observação na cidade cisjordana de Hebron.

Em um encontro a portas fechadas, o presidente do Conselho informou na quarta-feira aos demais membros sobre as conversas mantidas com Israel e os palestinos sobre a proposta de uma visita.

"Ele disse que Israel rejeita categoricamente a visita do Conselho", assinalou à imprensa o embaixador do Kuwait ante a ONU, Mansur al-Otaibi, após a reunião.

"Eles não querem receber uma visita do Conselho de Segurança" embora estejam preparados para receber delegações de países no órgão, acrescentou.

"Expressamos o nosso pesar pelo fato de que esta visita não possa acontecer porque foi proposta muitas vezes pelo Conselho", apontou.

A missão israelense não respondeu por enquanto o pedido de um comentário sobre a informação.

A visita seria realizada em um momento tenso: Israel celebrará eleições em abril e presume-se que os Estados Unidos estariam finalizando suas esperadas propostas de paz.

O Conselho de Segurança da ONU aprovou diversas resoluções sobre o processo de paz israelense-palestino que pedem uma solução de dois Estados e realiza mensalmente reuniões sobre o conflito.

Israel, por sua vez, considera que o órgão da ONU é tendencioso e favorece aos palestinos.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, visitou Israel e os Territórios Palestinos em agosto de 2017.

Outras propostas de visitar Gaza e os territórios ocupados foram freadas no passado pelos Estados Unidos, membro com poder de veto no Conselho de Segurança.