PUBLICIDADE
Notícias

Veja imagens do dia a dia dos mergulhadores que salvaram meninos da caverna Tham Luang

Além dos 90 mergulhadores, mais de 1,3 mil voluntários e militares, tailandeses e estrangeiros foram mobilizados para ajudar a encontrar e retirar os meninos da caverna Tham Luang

11:11 | 11/07/2018
NULL
NULL
[FOTO2] 
Equipe de pelo menos 90 mergulhadores profissionais participaram da retirada dos integrantes do time de futebol “Javalis Selvagens”, presos em uma caverna na Tailândia desde o dia 23 de junho. Uma semana de preparação e três dias intensos de resgate foram necessários para salvar os 12 garotos e o técnico. Tidos como heróis, eles compartilham fotos e vídeos da operação inesquecível para suas carreiras.
 
[FOTO3] 
Além dos mergulhadores, mais de 1,3 mil voluntários e militares, tailandeses e estrangeiros, foram mobilizados para ajudar a encontrar e retirar os meninos da caverna Tham Luang, na província de Chiang Rai. Após o fim da operação de sucesso, os garotos precisam ficar em quarentena, tendo atenção médica para evitar infecções e doenças, já que a imunidade deles está baixa. Os profissionais que participaram do trajeto da caverna e ficaram junto às vítimas também precisaram de atendimento hospitalar.
 
[VIDEO2] 
No seu perfil do Facebook, Claus Rasmussen, um dos estrangeiros que participou do resgate, compartilhou fotos da visita dos mergulhadores ao hospital da província. A legenda das imagens descrevia o estado de saúde deles. Ouvidos doendo pelo tempo de mergulho, pequenos cortes de rochas pontudas e dores nos joelhos e nas costas são alguns dos problemas que eles estão tendo. Entretanto, o estado de saúde de todos é estável.
 
Desde o dia que encontraram os garotos, na última segunda-feira, 2, os profissionais trabalharam na entrada da caverna, drenando água, estudando o percurso complexo e se preparando para salvar as vítimas. Nas imagens publicadas nas redes sociais dos participantes, é possível ver a rotina difícil dos bastidores do resgate. Vídeo feito por grupo da Marinha tailandesa, conhecida como “Thai Navy Seals”, também mostra momentos em que os garotos chegam à superfície do local e recebem os primeiros socorros. 
 
[FOTO1] 
 
[FOTO4]
Saman Kunan

Apesar do sucesso da operação em salvar todos os 13 presos na caverna, um voluntário acabou perdendo a vida durante o processo de resgate. Saman Kunan era mergulhador voluntário na ação e tinha 38 anos. O tailandês era conhecido por ser altruísta e se importar com o próximo. Ele era militar do grupo de elite da marinha e atleta. Mesmo com todo o preparo, Saman morreu por falta de oxigênio enquanto voltava nadando após levar suprimentos para o grupo de garotos na quinta-feira, 5. 
 
[VIDEO1] 
 
[VIDEO3] 
 
Redação O POVO Online 
TAGS