PUBLICIDADE
Notícias

Cientistas desenvolvem droga que pode ajudar a destruir tumores

A droga não deixa células cancerígenas enganarem glóbulos defensores do organismo

16:22 | 04/07/2018
Da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, uma equipe de pesquisadores desenvolveu uma droga que incentiva o corpo “comer” e destruir células cancerígenas. A partir de testes em camundongos, percebeu-se que o tratamento funcionou contra tumores agressivos de mama e pele. As informações são da revista científica Nature Biomedical Engineering (Traduzido: Engenharia Biomédica da Natureza), de acordo com a BBC. 

A droga utilizada aumenta o funcionamento dos glóbulos brancos que o sistema imunológico usa para matar invasores no organismo. Chamados de macrófagos, a “supramolécula” ajuda a combater infecções bacterianas e virais por reconhecer e potencializar ataques contra os “invasores”.

No entanto, a molécula não é tão eficaz no combate ao câncer. Os tumores desenvolvem-se a partir das próprias células do ser humano e têm meios inteligentes para se esconder do ataque do sistema imunológico. Nos camundongos, a terapia supramolecular pareceu impedir que o câncer crescesse e se espalhasse.

Desenvolvida pelo médico Ashish Kulkarni e seus colegas do Brigham e Hospital da Mulher da Faculdade de Medicina de Harvard, a droga impede as células cancerígenas de se esconderem dos macrófagos. Além disso, impede que os macrófagos tornem-se frágeis, para conseguir destruir os tumores. 

Sobre testes em humanos, a equipe que conduziu o estudo espera iniciar dentro de alguns anos. Por já ter uma licença, o processo de aprovação da droga para uso em humanos deve ser mais rápido, afirmam os pesquisadores. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS