Seis mortos nos Alpes suíços em razão do mau tempoNotícias do Mundo
PUBLICIDADE
Notícias


Seis mortos nos Alpes suíços em razão do mau tempo

Os quatro montanhistas faziam parte de dois grupos de 14 esquiadores italianos, alemães e franceses que faziam uma trilha no setor de Pigne d'Arolla (3.796 m), quando foram surpreendidos por uma tempestade

14:39 | 30/04/2018
NULL
NULL

[FOTO1]

Quatro montanhistas e dois alpinistas morreram nos Alpes suíços e cinco outras pessoas foram hospitalizadas em estado grave depois de terem sido forçadas a passar a noite a mais de 3.200 metros de altitude, anunciou nesta segunda-feira a polícia do cantão de Valais (sul).

 

Os quatro montanhistas faziam parte de dois grupos de 14 esquiadores italianos, alemães e franceses que faziam uma trilha no setor de Pigne d'Arolla (3.796 m), quando foram surpreendidos por uma tempestade, indicou a polícia em um comunicado. Alertado esta manhã, o serviço de resgate enviou sete helicópteros transportando vários médicos e guias socorristas para encontrar os montanhistas desaparecidos.

 

Muitos já apresentavam um quadro de hipotermia e uma pessoas já estava morta, segundo a polícia. Transportados para diferentes hospitais da região, três pessoas não resistiram. A polícia indicou que as vítimas ainda não foram identificadas. Um pouco mais a leste, entre os cantões de Valais e Berna, dois jovens alpinistas suíços foram surpreendidos pelo mau tempo na região de Monch.

 

O desaparecimento da dupla foi anunciado no domingo à noite, mas em razão das condições climáticas, os corpos só foram encontrados esta manhã. As vítimas tinham 21 e 22 anos e provavelmente morreram de esgotamento e frio.

 

 

 

 

AFP

TAGS