PUBLICIDADE
Notícias

Imigrante impedida de entrar na França morre após parto

Menino, que nasceu com 700 gramas de peso, passa bem. O nascimento é considerado um verdadeiro "milagre"

23:34 | 23/03/2018
NULL
NULL
[FOTO1]Uma imigrante nigeriana grávida que tentara cruzar a fronteira da Itália para chegar à França morreu após o trabalho de parto em um hospital de Turim.

Ela possuía um grave linfoma, mas seu filho, que nasceu com 700 gramas de peso, passa bem. O nascimento é considerado um verdadeiro "milagre", e o bebê está sob observação em um hospital neonatal.

[SAIBAMAIS]A mulher de 31 anos havia chegado à fronteira em Bardonecchia em fevereiro passado, mas não teve sua entrada na França autorizada. Ela foi socorrida por voluntários da ONG Rainbow4Africa e estava internada desde então.

"As autoridades francesas parecem ter se esquecido da humanidade", disse à ANSA Paolo Narcisi, presidente da associação. "É um ato grave que vai contra todas as convenções internacionais e o bom senso, assim como criminalizar quem socorre", acrescentou.

Outro caso semelhante

Nesta semana, outro caso de uma imigrante nigeriana grávida que tentava cruzar a fronteira já havia sido registrado no país.
Um guia de montanha francês, Benoît Ducot, tentou ajudar uma mulher que entrara em trabalho de parto na neve enquanto tentava chegar à França.

A imigrante estava acompanhada de seu marido e de dois flhos, de dois e quatro anos de idade. O caso foi divulgado pela associação humanitária "Tous migrants".

Ducot a levou a um hospital, mas seu carro foi interceptado pela polícia, e ele foi encaminhado para a delegacia.

O guia foi indiciado e responderá por violar as leis de imigração da França, podendo pegar até cinco anos de prisão. 

A imigrante conseguiu receber atendimento médico a tempo e pariu no pronto socorro.

Fonte: Ansa
TAGS