PUBLICIDADE
Notícias

Eslováquia: ministro pede demissão após assassinato de jornalista

07:25 | 12/03/2018
O vice-primeiro-ministro e titular da pasta do Interior da Eslováquia, Robert Kalinak, anunciou nesta segunda-feira sua demissão, provocada pelo assassinato no mês passado do jornalista Jan Kuciak, que investigava os vínculos entre a máfia italiana e políticos do país.
"Peço demissão do posto de ministro do Interior e de vice-primeiro-ministro", anunciou Kalinak.
O assassinato do jornalista no fim de fevereiro provocou uma forte comoção na Eslováquia e as críticas de líderes europeus e várias organizações internacionais.
Os corpos de Jan Kuciak e de sua companheira, com marcas de tiros, foram encontrados em sua casa de Velka Maca, a 65 km de Bratislava.
Jan Kuciak, de 27 anos, trabalhava como repórter investigativo para o site aktuality.sk, que pertence aos grupos alemão Axel Springer e suíço Ringier.
O jornalista estava a ponto de publicar uma reportagem sobre supostos vínculos entre políticos eslovacos e empresários italianos que, suspeita-se, têm relações com a máfia calabresa, a 'Ndrangheta, que atua na Eslováquia.

AFP

TAGS