PUBLICIDADE
Notícias

Homem sobrevive a ataque de cobra de 7 metros, mata o animal e come com amigos

Os aldeões mataram a serpente e estenderam o corpo entre árvores da vila antes de parti-lo e fritá-lo

15:08 | 04/10/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Uma cobra píton, um gênero de répteis da família Pythonidae geralmente encontrada na Ásia e África, quase arrancou o braço de um homem, que foi salvo por aldeões. O caso aconteceu no subdistrito de Batang Gansal, na Ilha de Sumatra. O grupo partiu o réptil de 7,8 metros em pedaços e se alimentou dele. As informações são do Extra.

O guarda Robert Nababan cruzou o caminho com o do animal no momento em que patrulhava uma plantação de palma de óleo. De acordo com os policiais, Nababan gosta de comer serpentes e tentou capturar o animal e colocá-lo em um saco de pano antes do bote.

[FOTO2] 

A cobra se defendeu da investida homem, abocanhando o braço esquerdo de Nababan. Ele foi conduzido para o hospital de uma cidade vizinha com urgência para tratar dos ferimentos. A polícia acredita que a intervenção do policial e de outros guardas foi decisiva.

Os locais mataram a serpente e estenderam o corpo entre árvores da vila antes de parti-lo e fritá-lo. De acordo com a agência France Press, esse tipo de cobra é comum na Indonésia e nas Filipinas.

O chefe da polícia, Sutarja, destacou que a cobra era "inacreditavelmente grande". Antes de comer a cobra, o grupo fez fotos.

 

Redação O POVO Online

TAGS