PUBLICIDADE
Notícias

Gestante quase morre após 'chute' do bebê romper seu útero

A situação elevou o risco de infecção para mãe e para o bebê

15:40 | 19/10/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Grávida de 35 semanas, uma chinesa identificada como Zhang, acordou, no último dia 2, com fortes dores abdominais. No Hospital da Universidade de Pequim, em Shenzhen, os médicos perceberam alterações na pressão sanguínea, respiração e pulsação. Uma ultrassonografia revelou que seu útero estava rompido, com uma das pernas do feto do lado de fora. As informações são do O Globo.

De acordo com os médicos, a suspeita é de que um "chute" do bebê em formação tenha gerado o rompimento. A situação elevou o risco de infecção para mãe e filho. Por isso, cinco minutos após terem descoberto o que havia com Zhang, ela já estava no centro cirúrgico para uma cesariana de emergência.

O parto era considerado de risco, já que Zhang sofria de hemorragia interna, mas a cirurgia ocorreu sem problemas. Na operação, os médicos confirmaram que a perna do feto estava cutucando a cavidade abdominal da mãe, passando por um corte de sete centímetros. Mesmo assim, os dois passam bem.

Os médicos cogitam que uma cirurgia pela qual Zhang passou no ano passado para retirar um mioma uterino pode ter facilitado o rompimento.

Em entrevista ao site Live Science, o obstetra Michael Cackovic, do Centro Médico Wexner, da Universidade Estadual de Ohio, afirmou que cirurgias anteriores deixam cicatrizes que se afinam com o crescimento do órgão durante a gestação. Em determinados casos, explica, a parede fica "tão fina que é possível ver o bebê".

 

 

Redação O POVO Online

TAGS