PUBLICIDADE
Notícias

Assistente de produção de 'Narcos' é morto no México em busca por locações, diz jornal

Um porta-voz do Ministério Público mexicano afirma que não há testemunhas, porque a região é despovoada, mas que as autoridades suspeitam que ele sofreu uma perseguição

10:26 | 16/09/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

O assistente de produção freelancer de “Narcos”, Carlos Muñoz Portal, 37 anos, foi morto a tiros no México enquanto procurava lugares para a gravação da série do Netflix na última segunda-feira, 11. De acordo com informações do jornal "El País", o corpo foi encontrado dentro de seu carro, em uma área rural no Estado do México.

Conforme reportagem, Carlos era um experiente cineasta especializado em encontrar locações para grandes produções cinematográficas americanas no México. Ele havia sido contratado pela produtora Redrum, responsável por "Narcos", e já havia trabalhado em filmes como "Sicário: Terra de ninguém" (2015) e "007 Contra Spectre" (2015).

Um porta-voz do Ministério Público mexicano afirma que não há testemunhas, porque a região é despovoada, mas que as autoridades suspeitam que ele sofreu uma perseguição. "Sabemos do falecimento de Carlos Muñoz Portal, um respeitado gerente de locações, e oferecemos nossas condolências a seus familiares", afirmou a Netflix em um comunicado ao "El País".

Redação O POVO Online

TAGS