PUBLICIDADE
Notícias

Seri critica Nice por transferência frustrada para o Barcelona

15:33 | 28/08/2017

O meia marfinense Jean Michael Seri, pretendido pelo Barcelona antes do encerramento das negociações, criticou com dureza os dirigentes de seu clube, o Nice, por "não cumprirem a promessa" de liberá-lo para atuar no clube catalão.
Horas depois da publicação dessas declarações, o secretário técnico do Barcelona, Roberto Fernández, afirmou que a contratação de Seri está "completamente descartada", nesta segunda-feira durante a apresentação do francês Ousmane Dembélé, contratado na sexta-feira junto ao Borussia Dortmund.

"Seri é um bom jogador, com excelentes qualidades, mas depois de analisar as coisas, outras posições são prioritárias", completou o dirigente.

Em entrevista publicada nesta segunda-feira pelo jornal catalão El Mundo Deportivo, o jogador marfinense de 26 anos explicou que a negociação, que parecia avançada, não se concretizou devido às exigências econômicas do Nice.

"O motivo pelo rompimento das negociações é que as conversas entre os dois clubes foram de mal a pior. Pelo que eu pude entender, minha saída do Nice não aconteceu por motivos financeiros", explicou o jogador.

"Me prometeram uma coisa e não cumpriram a promessa, pedindo mais dinheiro do que o estipulado", acusou Seri, referindo-se aos dirigentes do Nice.

"Fui ao escritório do Nice para ver os dirigentes e saber o que tinha acontecido.

Então, explodi! Posso dizer que as paredes tremeram", completou.
Segundo a imprensa espanhola, Seri tem uma cláusula rescisória em seu contrato no valor de 40 milhões de euros.

A negociação, porém, acabou não se concretizando, seja por uma mudança nas preferências da comissão técnica do Barça, seja porque o Nice, sabedor dos 222 milhões de euros que o clube catalão recebeu por Neymar, pediu mais do que estabelecido inicialmente.

Ao jornal catalão, o meia marfinense (1,68 m, 65 kg) se mostrou esperançoso por um final feliz para a negociação.

"Quero ser otimista e pensar que ainda há opções", afirmou, antes de Roberto Fernández colocar um ponto final definitivo ao sonho do jogador.

AFP

TAGS