PUBLICIDADE
Notícias

Coca-Cola dará US$ 1 milhão a quem encontrar substância que substitua açúcar

Hoje, o consumo de refrigerantes é 19% menor do que há 15 anos. Parte desta redução deve-se a cuidados com a saúde que as pessoas começaram a ter

14:40 | 17/08/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

A Coca-Cola propôs um desafio a cientistas que nenhuma empresa conseguiu solucionar até agora: encontrar uma substância natural, segura e de baixa caloria capaz de substituir o açúcar tanto em alimentos quanto em bebidas. A substância não pode ser a base de estévia ou fruta-dos-monges e nem ser retirada de alguma espécie de planta protegida. A tarefa representa um dos maiores desafios da indústria de alimentos, que movimenta US$ 4,8 trilhões.

Para o analista do setor de bebidas do Rabobank, o valor ofertado é barato. Ele pensa que o solucionador do problema pode ganhar mais do que US$ 1 milhão.

A maior empresa de refrigerantes do mundo tem motivo para lançar o concurso. Hoje, o consumo de refrigerantes é 19% menor do que há 15 anos, parte desta redução deve-se a cuidados com a saúde que as pessoas começaram a ter. Tendências de vendas revelam que os consumidores estão preocupados com a relação do açúcar com doenças crônicas, a exemplo da diabetes, e decidiram mudar o hábito, escolhendo bebidas mais saudáveis.

Alternativas já foram experimentadas, sobretudo em refrigerantes diet, mas as companhias não encontram nenhum ingrediente que replique o açúcar. A Pepsi, por exemplo, testou a sacarina na sua versão diet. Em 1984, no entanto, trocou a substância pelo aspartame. O extrato de estévia também funciona para algumas bebidas, especialmente para refrigerantes de limão.

 

Redação O POVO Online

TAGS