PUBLICIDADE
Notícias

"Sinto muito não poder mais te abraçar" disse filha ao pai durante incêndio em Londres

O casal italiano falou com suas famílias durante o incêndio

23:02 | 16/06/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

Os italianos Gloria Trevisan e Marco Gottardi moravam no 23º andar do prédio Grenfell Tower, em Londres, onde ocorreu um incêndio que deixou 30 mortos e 24 feridos na última quarta-feira, 14. Percebendo que estavam encurralados em um andar muito alto, a reação do casal foi ligar para os pais para buscar conforto e se despedir. Ambos tinham 27 anos, eram arquitetos e teriam se mudado para o edifício em março.

 

Loris Trevisan, pai de Gloria, contou ao jornal italiano “La Repubblica” que nos momentos iniciais da tragédia, a filha telefonou para a casa deles em Padua, na Itália, para tranquilizar a família e informar que havia um incêndio no quarto andar já sendo controlado pelos bombeiros. “Sinto muito nunca mais poder te abraçar", disse Gloria ao pai quando as chamas se alastraram.

 

“Eu tinha minha vida inteira pela frente. Não é justo. Eu não quero morrer. Eu queria te ajudar, te agradecer por tudo que fez por mim. Eu estou indo para o céu, vou te ajudar de lá”, segundo Loris Trevisan, estas foram as últimas palavras que ouviu da filha.

 

Marco Gottardi também ligou para a família tentando acalmá-los, em uma primeira ocasião, e depois para dizer que a situação era grave e o apartamento estava coberto de fumaça. "Na segunda ligação, e não consigo tirar isso da minha cabeça, ele disse a fumaça estava tomando tudo e tinha virado uma emergência. Nós ficamos no telefone até o último momento", disse o pai do arquiteto, Giannino Gottardi, ao jornal “Il Mattino di Padova”.

 

Redação O POVO Online

TAGS