PUBLICIDADE
Notícias

Revista Time elege Temer líder mais impopular que Trump

13:47 | 23/05/2017

O presidente Michel Temer foi eleito um dos cinco governantes com a popularidade mais baixa que o atual governante dos Estados Unidos, Donald Trump. A análise foi feita pelo CEO da consultoria Eurasia, Ian Bremmer.

 

O ranking foi feito para mostrar que há, atualmente, líderes mais impopulares no cenário internacional que Trump. Na lista também está o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

 

Trump, tomou posse no início de 2017 e, nas últimas pesquisas, possui menos de 40% de aprovação, mas, ainda assim, está em um cenário mais estável se comparado a outros líderes. Confira a lista:


1. Michel Temer

Na análise, Temer aparece com índice de aprovação menor que 10%. O analista político afirma que para um presidente que assumiu após um impeachment deveria ser mais fácil. Mas na atual crise política brasileira, Temer pode ser o segundo presidente seguido a perder o mandato.

 

2. Nícolas Maduro, presidente da Venezuela
Em 2016, Maduro mateve sua taxa de aprovação em torno de 20%, mas atualmente seu governo passa por uma grande crise econômica. A onda de protestos que atinge o país desde março, com a forte repressão da polícia contra os manifestantes, as mortes de pessoas durante os confrontos, além da escassez de alimentos e remédios só tem piorado a situação do sucessor de Hugo Chavez.

 

3. Jacob Zuma, presidente da África do Sul
O sul-africano atingiu o ponto mais baixo de sua popularidade com cerca de 20% de aprovação e mais de 70% da população pedem a renúncia dele. Parte disso é resultado da queda econômica do país, atingido pela recessão mundial. Atualmente, o presidente tem preparado sua esposa para ser sua sucessora política.

 

4. Alexis Tsipras, primeiro-ministro da Grécia
O primeiro-ministro não para de cair nas pesquisas, entre as causas da impopularidade do governo está a crise econômica que atingiu o país antes mesmo de Alexis assumir o cargo. Desde 2010, o PIB grego caiu 25%. O que piora a crise e a popularidade do líder, é também o desemprego que atualmente atinge 1 em cada 4 gregos.

 

5. Najib Razak, primeiro-ministro da Malásia
No cargo desde 2009, seus índices atuais estão em mínimos históricos manifestantes que foram as ruas em 2016 e prender opositores.

 

Redação O POVO Online

TAGS