PUBLICIDADE
Notícias

Editorial do "The Guardian" defende eleições diretas no Brasil

No texto, o jornal britânico diz que deputados e senadores não deveriam ser responsáveis por escolher o substituto do presidente

22:22 | 24/05/2017

Em editorial publicado nessa terça-feira, 23, o jornal britânico “The Guardian” defendeu as eleições diretas em caso de afastamento do presidente Michel Temer (PMDB).

Segundo a publicação, "os políticos brasileiros levaram o País a uma confusão" e, por isso, "deveriam deixar os 143 milhões de eleitores dizerem sobre como sair dela". Com o título de "A sociedade merece ter voz", em tradução livre do inglês, o texto diz que "muitos parlamentares têm segredos para esconder e alguns reclamam que a investigação tem sido ruim para a reputação e a economia do Brasil".

O editorial diz, ainda, que deputados e senadores não deveriam ser responsáveis por escolher o substituto do presidente, "pois foram eles que o escolheram" - em referência ao processo de impeachment - e "as pesquisas mostram uma demanda esmagadora por eleições".

A publicação também cita o discurso da "não política", que pode chamar a atenção dos eleitores, e reflete a sociedade "desiludida" pode "mergulhar na apatia ou, a longo prazo, recorrer a uma figura autoritária de extrema-direita como Jair Bolsonaro."

Redação O POVO Online

TAGS