PUBLICIDADE
Notícias

Macron diz que 'uso de armas químicas' na Síria sofrerá 'resposta imediata' de Paris

O presidente também declarou que deseja reforçar "a parceria com a Rússia" no âmbito da luta contra o terrorismo na Síria

13:23 | 29/05/2017
O presidente francês Emmanuel Macron advertiu nesta segunda-feira que "todo uso de armas químicas" na Síria "será alvo de represálias e de uma resposta imediata" de Paris, durante uma coletiva de imprensa conjunta com o russo Vladimir Putin.

Macron também declarou que deseja reforçar "a parceria com a Rússia" no âmbito da luta contra o terrorismo na Síria.

"Nossa prioridade absoluta é a luta contra o terrorismo (...) é o fio condutor de nossa ação na Síria e sobre a qual desejo, além do trabalho que realizamos dentro da coalizão, reforçar nossa parceria com a Rússia", explicou o presidente.


AFP
TAGS