PUBLICIDADE
Notícias

Adolescente perde 19 parentes em ataque químico na Síria

Mais de 80 pessoas morreram no ataque, indica ONG

14:30 | 06/04/2017
Mazin Yusif é um jovem sírio de 13 anos que sobreviveu ao ataque químico na Síria na última terça-feira, 4, mas perdeu 19 parentes no massacre. De acordo com a CNN, o adolescente foi encaminhado para um hospital na cidade turca de Reyhanli, próxima à fronteira com a Síria, onde estão internadas a mãe e a avó do garoto.
 
“Às 6h30 da manhã houve um ataque aéreo”, disse Yusif à rede CNN. “Vi a explosão na frente da casa do meu avô, corri para lá e vi o meu avô sentado… sufocando. Então eu fiquei tonto”, relatou.
 
Mais de 80 pessoas morreram - sendo mais de 30 crianças - no ataque químico na cidade síria de Khan Sheikhun, indicou a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos. O massacre é considerado o segundo mais mortal desde o início da guerra no país, quando Yusif tinha apenas 7 anos de idade.
 
Nesta quarta-feira, 5, a imagem de um pai segurando nos braços seus dois filhos mortos emocionou o mundo. Identificado como Abdul Hamid Youssef, o sírio perdeu 20 familiares, incluindo a esposa e os dois filhos. O casal de gêmeos se chamava Ahmed e Aiya.
 
ministério da Saúde turca revelou nesta quinta-feira, 6, que as autópsias realizadas na Turquia de vítimas do ataque confirmam o uso de armas químicas pelo regime de Bashar al-Assad, o qual nega a autoria do atentado.

Redação O POVO Online
TAGS