PUBLICIDADE
Notícias

Três mil migrantes já morreram no Mediterrâneo em 2016

09:56 | 22/07/2016
Organização Internacional para as Migrações afirma que marca ainda não havia sido registrada num período tão curto. Maioria das mortes aconteceu na rota entre Líbia e Itália. Quase 3 mil migrantes morreram no Mar Mediterrâneo desde o início de 2016, o número mais elevado de mortes registrado num período tão curto, afirmou nesta sexta-feira (22/07) a Organização Internacional para as Migrações (OIM). A organização afirmou que 2.977 migrantes morreram tentando atravessar o mar em 2016, e deve haver outros cerca de 20 cadáveres em botes que tentam atravessar o mar rumo a Itália nesta sexta-feira. Cerca de 90% das mortes aconteceram na zona central do Mar Mediterrâneo, entre a Líbia e a Itália. A rota entre a Turquia e a Grécia está praticamente encerrada, disse o porta-voz da OIM em Genebra, Joel Millmann. "Este é o terceiro ano consecutivo em que as mortes ultrapassam as 3 mil, mas nunca esse número havia sido registrado antes do final de julho, o que é muito alarmante", disse Millman. Em 2015, o número foi alcançado em outubro, e em 2014, em setembro. Em quase todos os casos, os migrantes eram oriundos de países da África subsaariana. A crise dos refugiados na Europa começou há quatro anos. AS/efe/ap
TAGS