PUBLICIDADE
Notícias

Farage se oferece para ajudar outros países a saírem da UE

11:53 | 06/07/2016
Um dos líderes da campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia, político britânico promete trabalhar junto a movimentos eurocéticos e ajudar os que quiserem seguir o exemplo do Brexit. O ex-líder do populista de direita Partido da Independência do Reino Unido (Ukip) Nigel Farage afirmou nesta quarta-feira (06/07) que ajudará àqueles que quiserem sair da União Europeia (UE), a qual, em sua opinião, "está morrendo". "Trabalharei com partidos e movimentos políticos do resto da Europa e com os que quiserem recuperar sua independência", afirmou o político britânico, que também é eurodeputado. "Acredito que o Reino Unido abriu as portas para o fim da união política [europeia]", disse, referindo-se ao referendo do último dia 23 de junho, em que se decidiu pelo Brexit, ou seja, a saída do Reino Unido do bloco europeu. Na segunda-feira, Farage, um dos líderes da campanha a favor do Brexit, surpreendentemente anunciou sua renúncia à liderança do partido, o qual comandava desde 2006. No entanto, ele afirmou que continuará sendo membro do partido e atuando como deputado no Parlamento Europeu posto que ocupa desde 1999 até que o Brexit tenha se concretizado. "Sinto que nosso resultado oferece um sinal de esperança a movimentos de toda União Europeia", acrescentou, citando pesquisas recentes que sugerem um crescente apoio à saída da UE na Dinamarca, Holanda, República Tcheca e Itália. "Nada voltará a ser o mesmo. Acredito que este projeto da União Europeia está morrendo", afirmou, prevendo uma nova crise no bloco em alguns meses. O político reconheceu haver uma "divisão" entre a população do Reino Unido após o referendo, mas se mostrou convencido de que não "há como voltar atrás" e de que seu país abandonará a UE "o mais rápido possível". LPF/dpa/efe/rtr
TAGS