PUBLICIDADE
Notícias

Atirador de Munique era um desequilibrado sem vínculos com o Estado Islâmico

"Partimos do princípio de que este caso se trata de um ato clássico de um desequilibrado sem nenhum tipo de motivação política"

08:09 | 23/07/2016
As autoridades alemãs indicaram neste sábado que o homem que na véspera disparou e matou nove pessoas em um shopping em Munique era um desequilibrado sem vínculos com o grupo Estado Islâmico (EI). Segundo a polícia, o jovem tinha obsessão por assassinatos em massa.
"Partimos do princípio de que este caso se trata de um ato clássico de um desequilibrado sem nenhum tipo de motivação política", afirmou o representante do ministério Público, ao falar do autor do ataque, um jovem de 18 anos e dupla nacionalidade, alemã e iraniana, que se suicidou após o tiroteio.
"Não há absolutamente qualquer vínculo com o Estado Islâmico", declarou, por sua parte, o chefe da polícia de Munique, Hubertus Andrä.
A polícia achou indícios que indicariam que o jovem sentia fascínio pelos assassinatos em massa e que juntava informações sobre pessoas desequilibradas e autoras de chacinas, como livros e artigos de jornais.
Neste sentido, os investigadores disseram existir um vínculo "evidente" entre este tiroteio e o assassino supremacista norueguês Anders Behring Breivik, anunciou o chefe da polícia.
AFP
TAGS