PUBLICIDADE
Notícias

Americana encontra cadáver enquanto caçava monstrinhos de Pokémon Go

Shayla Wiggins buscava pokémons do tipo água próximo a rio de sua cidade em Wyoming, EUA, quando encontrou o corpo

20:40 | 08/07/2016
NULL
NULL

Pokémon Go, jogo para smartphones lançado pela Nintendo na última quarta-feira, 6, ganhou o mundo, mesmo estando disponível oficialmente apenas nos Estados Unidos e Austrália. Desta vez, Shayla Wiggins, de 19 anos, achou um cadáver enquanto caçava os monstrinhos do jogo em Wyoming (EUA), na manhã desta sexta-feira, 8.

[SAIBAMAIS3]

A jovem disse à polícia que pulou uma cerca para se aproximar do rio Big Wind, na cidade de Riverton, e ali buscar monstrinhos “do tipo água”. Foi quando encontrou o corpo de um homem boiando, aparentemente vítima de afogamento. Ao site americano County 10, ela contou que tentava capturar um pokemón “de uma fonte natural de água”.

A Polícia acredita que a causa da morte foi um acidente, e não um homicídio. Outros detalhes não puderam ser revelados para não atrapalhar as investigações.

“Foi um pouco chocante. Eu não sabia bem o que fazer primeiro, mas chamei o 911 (serviço de emergência dos EUA)”, contou Shayla ao County 10.

Em Pokémon Go, o jogador usa a câmera e o GPS do celular para buscar os monstros da série no mundo real, e então capturá-los – com uma pokébola virtual - para ganhar pontos.

O título está disponível em iOS e Android na Austrália e nos Estados Unidos. Mesmo com a limitação geográfica, o jogo apresenta servidores sobrecarregados, o que atrasará a chegada do jogo à América do Sul, Europa e Canadá, segundo os desenvolvedores.

Redação O POVO Online

TAGS