PUBLICIDADE
Notícias

Lady Gaga é banida pelo governo chinês

Devido à participação da artista em uma conferência com Dalai Lama, os chineses a acusaram de apoiar a independência tibetana

11:18 | 28/06/2016
NULL
NULL

A cantora Lady Gaga teve seu repertório banido do território chinês após um encontro com o Dalai Lama que aconteceu no domingo, 26. A artista e o líder espiritual participaram de uma conferência em Indianópolis, nos Estados Unidos, com discussão sobre temas como yoga, meditação e saúde mental.

Os chineses consideraram que o encontro engajou Gaga como apoiadora da independência do Tibete em relação à China. Dalai Lama, exilado na Índia desde 1959, é considerado hostil pelo partido comunista chinês, como um símbolo da defesa à questão separatista. Fãs chineses se manifestaram nas redes sociais, afirmando que Lady Gaga não os havia respeitado. 

[FOTO2]

Meios de comunicação oficiais do país, como a China Central Television (CCTV), e jornais como o People’s Daily e Global Times foram ordenados a condenar o encontro, que foi exibido ao vivo pelo Facebook. Páginas e órgãos locais da China receberam a proibição de transmitir canções da artista americana.

Gaga não é a primeira cantora a ser proibida pela nação chinesa. Em 2010, Bob Dylan foi forçado a cancelar dois shows no país. Miley Cyrus, a banda Oasis, o cantor Jay-Z, Björk, Selena Gomez e Maroon 5 também são exemplos de artistas que sofreram cancelamentos de shows e banimentos pelo governo.

 

Redação O POVO Online 

TAGS